O projeto

O Que é?

O Projeto Click da Kombi é uma escola de fotografia itinerante que tem o objetivo de levar educação continuada para jovens e adultos em áreas de vulnerabilidade social. Com isso queremos aprofundar nossa compreensão sobre os elementos que compõem a cultura para produzirmos informações sobre a produção artística local.

Através de uma campanha colaborativa, adquirimos um veículo (Kombi furgão ano 1986), o qual está sendo transformado e adaptado em um laboratório fotográfico e um estúdio itinerante, para que as pessoas de baixa renda, possam participar de atividades que promovam sua cidadania e formação continuada, possibilitando especialização profissional e acesso às técnicas de fotografia e suas tecnologias.

................................. Técnicas ................................

pinhole

O método pinhole ou "buraco da agulha", permite captar, revelar e reproduzir imagens sem câmeras fotográficas tradicionais ou digitais, mas por meio de latas e a caixas de fósforos, que ganham nova utilidade para as pessoas que participam das oficinas de fotografia Photo da Lata. Esses objetos agora são o suporte para a aprendizagem da arte de fotografar facilitando a compreensão dos princípios elementares da ótica, como refração e difração da luz, contribuindo para a educação do olhar e estimulando a criação de imagens a partir do reaproveitamento de materiais reciclados, que é um dos fundamentos das oficinas de fotografia pinhole. Nessa técnica, lata funciona como uma câmara obscura, onde a luz entra pelo fura da agulha e é projetada na parede oposta gerando uma imagem invertida que poderá ser gravada em um papel fotossensível e depois revelada. Assim, a lata se transforma na câmera obscura reveladora de talentos e habilidades individuais, e até mesmo abrindo portas no mercado de trabalho.

Mobgrafia

É quase um renascimento da arte, por conta de uma inclusão e compartilhamento inimagináveis tempos atrás, possibilitando que a arte criada, a foto gerada ou a história contada ganhem o mundo quase em tempo real. Um movimento democrático, inclusivo, ao qual demos o nome aqui no Brasil de Mobgrafia.

Aparatos tecnológicos já são praticamente extensões de nossos corpos e, por isso, as câmeras estão sendo cada vez mais deixadas de lado, principalmente pelos usuários de dispositivos móveis. Com isso, a fotografia a partir de aparelhos celulares e tablets tornou-se uma pratica comum e reconhecida. Daí surge o termo Mobgrafia (fotografia mobile) que se coloca como uma das principais ferramentas de comunicação da era digital. Esta é uma linguagem apreciada por quem registra, edita e publica imagens por meio de celulares e outros dispositivos móveis. Os próprios artistas, fotógrafos e apreciadores desse novo modo de fotografar vêm difundindo o termo.

......................................................................................

benefícios

Foto: Jorge Aguiar

comunidade

A fotografia, assim como outras artes, visa a expressão de sentimentos, ideias e críticas ao mundo, ampliando e diversificando os valores da humanidade. Assim, ela fortalece as interações sociais e permite a inclusão das comunidades periféricas, pois estimula a reivindicação de direitos e o combate a preconceitos.

A estratégia de incorporação da diversidade cultural e artística, busca potencializar indivíduos com a finalidade de transformar a nossa sociedade. Sendo assim, entendemos a cidadania como o ato de ver, refletir e agir, dentro, para, e com a realidade onde o indivíduo social está inserido.

Foto: Jorge Aguiar

indivíduo

Ao promover estas ações na periferia, capacitamos jovens e adultos que estejam fora do mercado de trabalho.

Com as oficinas, pretendemos resgatar a autoestima e a identidade desses jovens, proporcionando-lhes acesso à cultura e à arte de fotografar, gerando também, uma forma de renda através das fotos por eles produzidas, formando grupos de trabalhadores denominados fotógrafos comunitários.

Foto: Jorge Aguiar

cultura

O nosso objetivo é aprofundar a compreensão sobre os elementos que compõem a cultura e incentivar a produção artística local.

A escola itinerante pretende difundir técnicas da fotografia em diversas capitais e periferias do Brasil, compartilhando e qualificando o conhecimento.

Além disso, a disseminação de uma arte, como a fotografia, contribui para o entendimento da realidade de diferentes populações, permitindo que elas expressem suas emoções e opiniões, ou seja, dando voz às minorias.

REGIÃO DE ATUAÇÃO

Brasil

Passados pouco mais de um ano, o Projeto Click da Kombi - Escola de Fotografia Itinerante é uma realidade e pertence a todos nós. www.clickdakombi.com.br – clickdakombi@gmail.com - jorgeaguia@gmail.com